terça-feira, 14 de setembro de 2010

Pois é!

Quero usar este espacinho hoje pra falar um pouquinho das obras do meu querido Tim Burton, um diretor/produtor/e o escambau nem tão conhecido pela "cultura" pop (já que, desculpa, os filmes dele são de elite, ele não faz filme pra agradar o povo) mas cultuado pela comunidade cult.

O novo filme dele, "Alice no País das Maravilhas", prometia ser um estouro, e de certa forma foi. levou milhares de pessoas aos cinemas. O problema (ou não) é que as pessoas saíram falando muito mal do filme, o que, confesso, me deixou um tanto aliviada. Afinal, o Tim não tinha perdido sua essência.

Seus filmes são de atmosfera sombria, um tanto gótica, principalmente nas animações onde é possível criar mais (a massinha de modelar aceita tudo). Como é fácil deduzir, os roteiros são também sombrios, mesclando horror e humor. Os filmes não chegam a ter uma temática que possa ser chamada de terror (eu, na verdade, acho as crianções um tanto "fofas"), fazem parte de um estilo próprio: o estilo Tim Burton!

Dois dos filmes dele que eu AMO são feitos em stop-motion: O Estranho Mundo de Jack (The Nightmare Before Christmas, 1993) e Noiva Cadáver (Corpse Bride,2005). O primeiro é sobre Jack Skellington, o rei de Halloween Town que se encontra em uma crise existencial. Ele acaba entrando sem querer em Christmas Town e se encanta com o lugar. Decide então que ele fará o próximo natal e isso dá um grande problema.

O segundo conta a história de Victor Van Dort, que acaba caindo na terra dos mortos depois de pedir a mão de uma morta sem querer.

Os Fantasmas se Divertem (Beetlejuice, 1988) também é sua obra. O filme fez sucesso na época e acabou até virando um desenho animado (que acompanhava fanaticamente).

Com Johnny formou uma parceria de 20 anos, com 7 longas tendo o ator no elenco: Edward Mãos-de-Tesoura (1990), Ed Wood (1994), A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça (1999), A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005), A Noiva Cadáver - dublagem de Victor (2005), Sweeney Todd: o Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (2007) e Alice no País das Maravilhas (2010).

Sweeney Todd: o Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (Sweeney Todd: The Demon Barber of the Fleet Street, 2007) é adaptação de um antigo musical de teatro. Helena Bonham Carter, esposa de Tim e atriz em alguns de seus filmes, assistia à peça quando pequena e sonhava em ser Mrs. Lovett e conseguiu interpretá-la nessa adaptação.
(eu sei que esse último parágrafo ficou especialmente estranho, mas eu não consegui dar uma coesão melhor, mal's...)

Listinha dos filmes dele:

1982 - João e Maria (Hansel e Gretel - TV)
1982 - Vincent
1984 - Frankeweenie
1985 - As Grandes Aventuras de Pee-Wee
1986 - Alladin e a Lâmpada Maravilhosa (TV)
1986 - The Jar (TV)
1988 - Os Fantasmas se Divertem
1989 - Batman
1990 - Edward Mão-de-Tesoura
1992 - Batman, O Retorno
1993 - O Estranho Mundo de Jack
1994 - Ed Wood
1994 - Cabin Boy
1995 - Batman Eternamente
1996 - Marte Ataca!
1996 - James e o Pêssego Gigante
1999 - A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça
2001 - Planeta dos Macacos
2003 - Peixe Grande e Suas Histórias Maravilhosas
2005 - A Fantástica Fábrica de Chocolate
2005 - A Noiva Cadáver
2007 - Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet
2008 - Acredita ou Não
2009 - 9
2010 - Alice no País das Maravilhas

3 comentários:

Alexander William disse...

Oii! Pode ficar tranquila, sempre que posso eu dou uma lida no seu blog... rsrs... Muito boa sua matéria sobre o Tim Burton, na minha opinião o melhor cineasta da contemporaneidade. Abraços!

M. L. disse...

Eu também leio seu blog Carol...
Não se preocupe, blogs são desabafosou de uma opinião, ou de um senitmento, ou de um desejo, sendo estes explícitos como no texto acima ou em forma de metáforas.

Carol disse...

Pois é, sei q parece naum fazer sentido algumas coisas nos comentários acima, mas eh q eu andei deletando algumas coisinhas (sabe como é, tem coisas q jah passaram e nem tem pq fikar fazendo volume)